*Feliz 2016! Câmera do Vale - Notícias do RN: Relatório aponta situação de atenção na Barragem Passagem das Traíras

(CâmeraTv) Suas tardes de sábado com muita animação - SÁBADO SHOW

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Relatório aponta situação de atenção na Barragem Passagem das Traíras

Resultado de imagem para Barragem Passagem das Traíras
Barragem Passagem das Traíras (Reprodução)
Em reunião na manhã desta sexta-feira (29/01), em Caicó, técnicos da Agência Nacional de Águas - ANA e da Secretaria Estadual de Recursos Hídricos - Semarh apresentaram o relatório de inspeção técnica feito na Barragem Passagem das Traíras, que está localizada entre as cidades de Caicó e Jardim do Seridó, no interior do RN. Estiveram presentes na reunião o secretário da Semarh, Mairton França; o diretor do Instituto de Gestão das Águas do RN - Igarn, Josivan Cardoso; o presidente do CBH PPA, Procópio Lucena; o presidente da Adese, José Vanderli; além de representantes de várias instituições interessadas no assunto.

O relatório, produzido em 2015, apontou uma situação de atenção, no nível 2 de avaliação (em escala que varia de 1 a 4) para a segurança física da barragem. Os técnicos trabalham com quatro níveis: normal, atenção, alerta e emergência. O documento foi apresentado por Josimar Alves, coordenador da área de fiscalização de segurança de barragem da ANA e por Valdecir da Rocha, engenheiro civil, especialista em construção de barragem da Semarh.


"Esse diagnóstico significa que a barragem tem anomalia e que não compromete a segurança a curto prazo, mas não quer dizer que ela não precise ser cuidada. Alguma intervenção precisa ser feita e é isso que o estado de atenção representa. A barragem tem problema e não preocupa a curto prazo em relação a segurança, porém é preciso atuar para que não evolua para um problema maior", disse Josimar Alves, técnico da ANA.

Questionado sobre a possibilidade de agravamento dos problemas da barragem, Josimar confirmou que "as inspeções são feitas em prazos regulares. No caso da Passagem das Traíras é feita uma inspeção a cada seis meses, o que atende a legislação. Então foi feita uma inspeção em setembro do ano passado e agora em 2016 deverão ser feitas mais duas. A cada inspeção é feito um relatório que apresenta a situação daquele momento. Dependendo da intervenção que for feita, a situação pode melhorar ou piorar".

Especificamente sobre as fissuras na parede, o documento mostra que não é um problema preocupante. "Essas fissuras são muito comuns em barragens desse porte. Elas acontecem nas juntas de contração, que são colocadas em barragens de concreto. Barragens desse porte são construídas em blocos de concreto e cada bloco tem uma junta feita com um material parecido com borracha. Essas fissuras são apresentadas exatamente nessas juntas. Porém é possível que sejam vedadas", finalizou o técnico.

*Fonte:  Geraldo Oliveira/Assessoria de Imprensa